Opinião: Os fanáticos políticos e a sua estranha tara por Bolsonaro

KLEYSYKENNYSON CARNEIRO POLÍTICA

Coluna do Kleysykennyson: O curioso caso dos fanáticos que só sabem contar até um, não aceitam críticas contra o seu indescritível caso de amor e desqualificam qualquer um que duvide dessa esdrúxula relação. Quem poderá explicar essa fetiche?

Olhe bem, minha menina, cuidado com o estranho caso dos tarados pelo Mito. Cuidado para não ferir os seus sentimentos, cuidado para não destruir tudo o que eles lutaram para construir; cuidado! Cuidado com os comentários, com as declarações afrontosas. Cuidado! Os tarados pegam você!

Calma, não é pegar no sentido carnal, não; calma! Eles só têm olhos para o Mito. Cuidado para eles não pegarem você nessas esquinas afrontosas das redes sociais. Cuidado!

Minha menina, não há explicações para este fetiche. Não, não. É um amor estranho, irracional, impoluto, irreversível… É amor, minha menina! Amor desmedido. Chega a ser até bonita essa devoção toda, essa coisa de acreditar que de agora em diante , de qualquer jeito que o Mito fizer, tudo vai ser diferente. A tara é grande, menina, eles até choram quando não há formas de defender as crises de imbecilidade daquele ser que é o amor-da-vida destes apaixonados.

Minha menina, não me pergunte quando tudo ficou assim. Eu não sei. O messianismo em torno de Bolsonaro preocupa, pois uma sociedade apaixonada deixa de enxergar defeitos, fecha os olhos para os erros, ignora as traições… Veja bem, minha menina, os tarados não perceberam que estão sendo traídos com essa reforma da previdência, com a perda da soberania nacional, com a batida de continência pra bandeira americana. Minha menina, você também fica enojada com a subserviência animal do presidente aos Estados Unidos? É, não tem como não ficar.

Os tarados são um problema, menina. Um problema que não pode ser resolvido. Você apresenta argumentos de que aquela relação é tóxica, de que eles estão sendo traídos, mas nada abala a confiança.

Deixa, menina… A fantasia de ser gado é maior e maior satisfatória que o bom senso. Deixa, deixa menina. Tá tudo perdido, todo mundo ferrado e os tarados sem saber que estão sendo traídos.

Minha menina, você é jovem e é natural que isso te assuste. É possível que tudo dê errado, mas é possível também que os tarados, no final das contas, tenham razão e as traições cometidas pelo Mito sejam por um bem maior. Eu espero que o fetiche se justifique; eu espero que esse amor tenha sentido.

 

Ajude a manter o Site no Ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *