Em Parauapebas, campanha expõe caos na saúde pública do município

Parauapebas

Servidores já fazem vídeos mostrando, entre outras coisas, até uma ambulância que só funciona no tranco

A bilionária cidade de Parauapebas vê uma saúde pública respirando por aparelhos e sem previsão para sair da UTI. Por razões que até a razão desconhece, a gestão pública não consegue destinar os pomposos recursos que a Vale repassa ao município para as áreas que mais importam. No último mês, o prefeito Darci Lermen chegou a culpar os servidores da saúde por parte dos problemas enfrentados pela pasta dizendo que não iria tolerar ‘corpo mole’ por parte dos servidores.

Dando uma resposta a altura da infeliz fala do prefeito, os servidores públicos, por meio do sindicato, deram início a uma campanha que já está dando o que falar em toda a cidade.

A campanha “Prefeito, exigimos respeito” mostra que ‘corpo mole’ e má vontade passam longe do funcionalismo público e mostra onde estão os verdadeiros problemas da saúde de Parauapebas. Em dois vídeos publicados, os profissionais mostraram o caos no laboratório municipal, que distribui apenas 60 senhas/dia e até uma ambulância que só funciona no tranco. Veja abaixo:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *