Em Canaã, sindicância vai apurar fraude em documentação de presidente do Sispumcac

CANAÃ DOS CARAJÁS KLEYSYKENNYSON CARNEIRO

A suspeita é de que Sheury Campos Barros, servidora concursada da Secretaria de Obras e presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, fraudou documentação que atestava experiência na função de operadora de escavadeira. Caso seja comprovada a fraude, Sheury poderá ser exonerada do cargo e responder criminalmente por falsidade ideológica

Uma sindicância instaurada pela Prefeitura de Canaã dos Carajás nesta quinta-feira (27) vai apurar possível fraude na documentação pessoal de Sheury Campos Barros, servidora efetiva da Secretaria de Obras e atual presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Canaã dos Carajás (Sispumcac). A suspeita é de que a funcionária pública alterou a sua Carteira de Trabalho com o objetivo de atestar experiência na função de operadora de escavadeira. Com o documento falso em mãos, Sheury conseguiu assumir o cargo após ter sido aprovada em concurso público no ano de 2014.

A “carteira esquentada” é uma prática conhecida na região e difícil de ser detectada, visto que boa parte das falsificações é feita por profissionais do ramo. Pessoas que não têm experiência em uma função, mas que precisam do atestado, se aproveitam desta prática para enganar o setor de Recursos Humanos de uma instituição e, assim, conseguirem ser contratadas.

O caso de Sheury Barros será apurado por uma comissão formada por três servidores públicos, sendo composta pela presidente e dois membros (ver abaixo publicação no Diário Oficial dos Municípios). A denúncia contra a líder do Sispumcac foi feita no dia 17 de junho na Secretaria de Administração da Prefeitura Municipal.

Caso seja comprovada a fraude, um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) será instaurado contra a servidora, que poderá ser exonerada do cargo. Sheury também poderá responder pelo crime de falsidade ideológica.

Não é a primeira vez que o nome da sindicalista é envolvido em polêmicas. Em maio de 2018, o antigo tesoureiro do Sispumcac, Vladimir Picanço, denunciou, por meio de uma nota pública, a conduta suspeita da presidente. De acordo com ele, Sheury chegava a gastar R$ 800,00 em combustível para o seu carro – dinheiro este vindo da entidade que ela presidia. Ao mesmo tempo, relatou Vladimir, mais de R$ 400,00 eram gastos com a manutenção de uma motocicleta que também pertenciam a Sheury. Vladimir também denunciou que a líder da entidade se aproveitou de cheques em branco para realizar diversos saques sem prestar contas.

À época, Sheury se manifestou e afirmou que Vladimir mentiu e que ele seria processado por calúnia e difamação. De acordo com ela, o ex tesoureiro não cumpria a sua função devidamente. “Na verdade, isso não é culpa minha. É culpa dele, que não exercia a sua função no sindicato corretamente. Eu fui obrigada a pegar os valores por ele não disponibilizar tempo para o sindicato.”

 

O Sispumcac ainda não emitiu nenhuma nota oficial sobre a sindicância aberta contra sua presidente.

Publicação oficial

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANAÃ DOS CARAJÁS
PORTARIA Nº 553/2019 G.S

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO da Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás, Estado do Pará, no uso de suas atribuições legais conferidas pelos artigos 84-A, inciso VI, e 116 da Lei Orgânica Municipal c/c as disposições da Portaria nº 242A/2018 – G.P, publicada em 26 de outubro de 2018.

CONSIDERANDO o art. 240 da Lei Municipal nº 282/2012 que dispõe sobre a Sindicância investigativa;

CONSIDERANDO a denuncia protocolada no dia 17 de junho de 2019 na Secretaria Municipal de Administração, suscitando o suposto uso de documentos falso por servidor publico no âmbito da administração publica;

CONSIDERANDO a necessidade de averiguação dos fatos acima mencionados.

RESOLVE:

Art. 1º Instaurar Sindicância, nos termos do Art. 240 da Lei Municipal nº 282/2012, para a apuração de possíveis irregularidades praticadas pela Sra. Sheury Campos Barros, CPF 715.233.752-72, matrícula funcional 0101223, servidora do quadro de provimento Efetivo de Agente de Serviços de Operador de Máquinas, lotada na Secretaria Municipal de Obras – SEMOB, sobre os fatos relacionados pela suposta prática de utilização de documento falso no âmbito da administração, conduta descrita no art. 11,I, da Lei nº 8.429/1992, descrita como vedada no art.224, inciso II, da Lei, da Lei Municipal nº 282/2012, bem como os fatos conexos que emergirem no decorrer dos trabalhos.

Art. 2º Designar os servidores abaixo declinados para integrarem a Comissão de Sindicância:

  1. I) Eliete Natalina Pimentel Pinto Mat. 01002130 Presidente;
  2. II) Wellington Paulo dos Santos Mat. 0101416 Membro;

III) Dorivan Castro Jansen Mat. 0101114 Membro.

Art. 3º o prazo para conclusão dos trabalhos da Comissão é de até 30 (trinta) dias, podendo ser prorrogada uma única vez, por igual período, quando as circunstâncias exigirem.

Art. 4º Esta portaria entra em vigor na data da sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Gabinete do Secretário de Administração, aos 26 dias do mês de junho de 2019.

ALEX RODRIGUES SILVEIRA

Secretário Municipal de Administração

Portaria 155/2018-GP.

 

Ajude a manter o Site no Ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *