Xinguara: secretário de Educação e pré-candidato a prefeito, Vilmones tem alta rejeição entre professores

NOTÍCIAS Xinguara

Vilmones Silva afirmou, em entrevista a um blog, que a Semed nunca foi tão bem administrada como agora. No entanto, educadores detonam o secretário: ‘ele é perseguidor e 90% dos professores está contra ele’

Foto: Xingu Online

Secretário de Educação há seis anos em Xinguara, Vilmones Silva é pré-candidato a prefeito do município. Filiado ao Partido Social Cristão, Vilmones pensa estar na crista da onda e afirmou, em entrevista recente ao blog Xingu Online, que a Educação de Xinguara nunca esteve tão bem administrada, como agora. Segundo o gestor, a saúde financeira da pasta da qual é titular está ótima e que os avanços para a sociedade, como milhares de vagas em creche, são perceptíveis. Isso tudo, o credenciaria à disputa majoritária em 2020, certo? Bom, não é o que pensam os professores.

Principais personagens da pasta que Vilmones diz estar bem administrada, os educadores detonam o secretário em grupos de Whatsapp e no cotidiano. O motivo? Segundo eles, o administrador é um homem vingativo e persegue funcionários que discordem da forma como ele conduz a pasta. “Ele é perseguidor e 90% dos professores está contra ele. Acontece comigo isso: depois da greve de 2014, comecei a ser perseguida, diminuíram minha carga horária, um turno apenas, e me mudaram de escola três vezes seguidas em poucos dias. Isso é perseguição! É abuso!” afirmou uma educadora que preferiu não se identificar.

A professora falou mais. “Estão quase todos contra ele porque vivem sob ameaça: ou faz o que ele quer, ou paga o preço: que é redução de carga horária ou transferência pra zona rural. Ele é perseguidor e vingativo. Estamos insatisfeitos com tantas ameaças.

A mesma professora ainda lembrou que Vilmones é alvo de uma denúncia do Ministério Público por conta do mau uso de recursos do Fundo de Valorização e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O inquérito civil 001032-096/2019 apura possíveis irregularidades n contratação de empresas para a prestação de serviços para a Semed. O gestor pode responder por improbidade administrativa.

Alimentando o sonho de ser prefeito, Vilmones não tem sequer o apoio da classe que está mais próxima de sua gestão. Confirmadas as denúncias, duas dúvidas pairam no ar: 1 – se como secretário Vilmones já é vingativo, o que ele faria com um poder absoluto do executivo em suas mãos? 2 – como alguém condenado por improbidade administrativa a frente de uma pasta, pode querer governar uma cidade inteira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *