Fim de semana sangrento em Parauapebas

Parauapebas POLÍCIA

Até a meia noite de domingo (14), seis pessoas morreram de forma violenta. Saiba mais

Da meia noite de sábado (13) até a meia noite de domingo (14), seis pessoas perderam a vida de forma violenta em Parauapebas.

O primeiro caso aconteceu por volta das 16h de sábado (13) quando a equipe de investigadores de plantão da 20ª Seccional Urbana de Polícia Cívil de Parauapebas, foi acionada, via disque denúncia, sobre um duplo homicídio no bairro Parque das Nações II. Pacheco investigador, de Polícia Civil, fez um relato dos casos ocorridos no final de semana. “Na tarde de sábado, fomos acionados e no local verificamos que um rapaz havia sido morto e outro havia sido baleado. Este foi socorrido pela equipe do SAMU, mas veio a óbito no Hospital Municipal.”

O investigador explicou o caso. “Os dois eram usuários de drogas e estavam em um bar quando um desconhecido os chamou para dentro de uma mata. Não foi visto quem efetuou os disparos que mataram os dois homem. O local é uma área de mata fechada e lá foram mortos. Possivelmente o caso é algum acerto de contas com o tráfico.”

Caso II

Pacheco relatou o segundo caso. “Ao chegar à delegacia fomos acionados novamente no início da noite, com uma informação sobre um acidente; a princípio de trânsito. Chegando ao local, foi verificado que um rapaz que se encontrava numa fazenda próximo a Vila Rio Branco, teria ido à Vila comprar alimentos e, no retorno, foi desviar de um buraco na estrada e acabou caindo numa ribanceira e veio a óbito no local. A equipe de investigadores fez o levantamento da área e junto com IML removeu o corpo. O dono da fazenda veio na delegacia prestou depoimento. Ele disse que a vitima estava numa motocicleta que pertence a fazenda e que tinha ido para Vila comprar mantimentos e no retorno acabou sofrendo o acidente. Esse caso aconteceu por volta das 20h de sábado.

Caso III

Na madrugada de domingo, por volta das 4h30, a polícia foi acionada sobre uma tentativa de roubo de uma motocicleta. Segundo a denúncia, o irmão do proprietário da moto havia sido alvejado por um tiro.

A polícia foi até o local e verificou que o rapaz estava morto. A motocicleta encontrava-se caída, porém não foi roubada e a chave encontrava-se na ignição. “Não houve a tentativa de roubo. Na verdade, foi um acerto de contas. O rapaz que morreu era membro do Primeiro Comando da Capital (PCC) e temos indícios que o pessoal que matou seria do Comando Vermelho (CV). Foi informado pelo irmão da vítima que estava junto no momento que estavam voltando do bar do Ceará e foram emboscados na estrada por cerca de 4 homens e duas 2 mulheres. Os mesmos deram um tiro no condutor da motocicleta esse rapaz perdeu o controle da moto e caiu sendo que haviam três pessoas na moto. A partir desse momento, o grupo foi contra as vítimas e os dois rapazes fugiram do local e foi verificado que após a queda os elementos deram duas facadas sendo uma no peito e outra no rosto da vítima que veio a óbito no local.”

A vítima já tinha sido presa antes e a polícia tem informações que ele já tinha uma ficha criminosa.

Intervenção Policial com morte

A delegacia tinha recebido várias informações de que no bairro Popular II estaria acontecendo um comercial de droga ali no endereço quadra: 20, lote: 06 na rua Solimões. Então, um elemento conhecido como Miquinhas estaria comercializando entorpecentes no local e também estaria fazendo furto em residências e o mesmo possuía uma arma de fogo na qual ele alugava pra outros criminosos fazerem assaltos, a partir do depoimento foi levantado ontem foi verificado intenso fluxo de usuários ali no local e pela manhã quando a polícia foi acionada que o pessoal estava comercializando uma equipe da Polícia Cívil com o apoio da Polícia Militar foi ao local, ao fazer o certo da área o mesmo tentou fulga, estava com uma arma calibre 38 e deu um disparo contra a guarnição, e o mesmo foi alvejado por um disparo que foi socorrido e levado ao Hospital Municipal. Na casa foi encontrado cerca de 10 papelotes de maconha, 5 pedras de crack e um papelote de cocaína, além de uma balança de precisão e foi recolhido também arma de fogo com 4 munições uma deflagrada já que ele atirou contra a guarnição, 1 dichavador pra poder preparar a maconha. Embora seja menor de idade ele já teve passagem pela polícia, já foi pego várias vezes comercializando drogas na região.

(Caetano Silva)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *