Ex-presidiário acusado de feminicídio é morto a facadas na Cidade Nova

Ex presidiário acusado de feminicídio e na condicional após cumprir alguns meses de cadeia, sob a acusação de ser o autor da morte de sua própria companheira Antônia Raquel, de 34 anos, assassinada com dois golpes de faca no peito em 19 de outubro, de 2017, na frente do Sine de Parauapebas, Erivan de Oliveira Nunes, também de 34 anos de idade, foi morto a golpes de faca em Parauapebas nesta quarta-feira (6). O crime foi cometido pelo estivador Wilton Jonatan Pereira da Costa após discussão por causa de uma mulher.

De acordo com a polícia, além da morte de sua companheira, Sorriso, como era chamado, era usuário de droga e praticava furtos naquela área. Na manhã de sua morte, o mesmo estava sendo investigado apontado como o autor do furto ocorrido em uma farmácia próxima do lugar em que foi assassinado.

De acordo com o delegado plantonista Nelson Alves Júnior, minutos antes de ser morto Sorriso se encontrava bebendo próximo ao local onde foi ferido mortalmente, na companhia de uma mulher que seria a pivô do assassinato.

“Possivelmente ele estaria bebendo com o acusado e a mulher.”

Com base nas informações colhida no local os investigadores, se dirigiram a um quarto perto do local do crime onde encontraram os documentos de Wilton Pereira.

(Caetano Silva)

Post Author: Israel Morais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *