Pequenos mineradores e ruralistas mantém acesso à Serra Pelada fechado pelo segundo dia consecutivo


Caminhões, ônibus e funcionários da Vale estão impedidos de trabalhar. Pequenos empresários protestam em favor do direito de explorar manganês na região




Pequenos mineradores e proprietários rurais do município de Curionópolis mantém nesta terça-feira (10) fechada a estrada que dá acesso à mina Serra Leste, no município de Curionópolis. A classe continua o protesto contra a operação da Polícia Federal que fechou britadores da região, prendeu máquinas e equipamentos e forçou o encerramento das atividades de exploração do manganês.

Os mineradores e proprietários rurais afirmam que a Vale é detentora dos direitos de exploração do minério, mas não possui nenhum interesse na atividade. Apesar disso, a gigante multinacional não cede os direitos de exploração e, segundo os manifestantes, teria feito, denúncias sobre o trabalho realizado para a PF.

Os trabalhadores, junto à cooperativa da classe, aguardam agora um posicionamento da Secretaria de Mineração e da Agência Nacional de Mineração em favor de uma intervenção junto à Vale. O objetivo, de acordo com eles, é um acordo ou uma mesa de negociações no intento de achar a melhor solução possível para o caso.

Os mineradores informaram ainda que os habitantes da cidade e moradores da zona rural têm trânsito livre; os únicos impedidos são os funcionários Vale: “Só sairemos daqui quando tivermos uma resposta satisfatória da Vale. Até lá, o bloqueio continuará.”

Até o fechamento desta matéria, a Vale não havia se manifestado sobre o segundo dia de protesto. Ontem (9) a mineradora enviou uma nota ao blog Fala Sério avisando que tomaria as medidas judiciais cabíveis em relação ao caso. A companhia disse esperar a atuação das autoridades competentes contra o bloqueio das atividades. “Esse bloqueio incorre em crime contra o direito constitucional de ir e vir das pessoas e causa prejuízo às economias de Curionópolis, do estado do Pará e de todo o Brasil” afirmou a multinacional.









Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.