Grávida de seis meses, mulher é presa sob suspeita de exploração sexual de adolescentes

Exploração Sexual Infantil Tucumã NOTÍCIAS Pará

Caso aconteceu em Ourilândia. Maria José explorava até a própria filha de 14 anos e foi presa a pedido do Ministério Público

Maria José Silva e Silva está presa na Delegacia de Polícia do município de Tucumã. Grávida de seis meses, Maria é acusada de explorar sexualmente crianças e adolescentes, incluindo a própria filha. A prisão foi feita nesta segunda-feira (30), a pedido do Ministério Público do Pará.
A prisão de Maria foi requerida pela promotora de justiça Aline Cunha e foi deferida pelo juiz Handel Moreira Ramos. Após análise do processo de acusação, o magistrado decidiu acolher o pedido da promotoria. Segundo os autos do processo, Maria explorava sexualmente jovens em situação vulnerável e colocava em risco os próprios filhos, um de dois anos e o outro de quatro meses, por estarem dentro da casa durante os atos sexuais.
A investigação que precedeu a prisão da acusada aconteceu em parceria com o Conselho Tutelar de Tucumã e também com a Polícia Civil. Uma das ações de exploração a menores, inclusive, foi flagrada por quatro conselheiros tutelares dentro da casa de Maria. Na ocasião, uma jovem nua foi encontrada no chão na companhia de dois homens, igualmente nus, e embriagados
A filha da acusada, que tem apenas 14 anos, foi ouvida e revelou que era oferecida a homens para relações sexuais por R$ 50,00. De acordo com ela, essa era a principal razão pelas várias fugas que já havia empreendido. Parte do dinheiro dos esquemas era deixado com Maria, responsável por arranjar os encontros com as menores.
A acusada aguarda agora liberação médica para ser transferida para o presídio de Marabá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *