Autoescolas em Canaã se prepararam para novas regras do Contran


Foto: Irene Almeida/DOL

Aulas em simuladores são obrigatórias em todo o Pará desde o dia 2 de abril. Alunos deverão cumprir cinco aulas de 50 minutos cada, de acordo com a nova determinação

Uma novidade na legislação de emissão de Carteiras Nacionais de Habilitação deve mudar o mercado. O Conselho Nacional de Trânsito determinou que o candidato a uma nova CNH precisa fazer aulas em simuladores. O objetivo da mudança é proporcionar mais segurança e dar mais eficiência ao processo de habilitação. Ao todo, cinco aulas de 50 minutos cada são exigidas nos simuladores. Só depois que o aluno passar por essa fase é que o Detran autorizará as aulas em vias públicas, em carros de verdade. A nova exigência já está em vigor desde o último dia 2 de abril.


Em Canaã dos Carajás, a demanda é alta. Todos os meses, centenas de pessoas dão entrada no processo para a retirada da CNH. A mudança, no entanto, foi avisada e os proprietários de autoescola se uniram na busca de soluções para seguir a nova demanda à risca.

De acordo com Lu Garra, proprietária da Autoescola Garra, os empresários fecharam um contrato com a iTrânsito, empresa de tecnologia e segurança da informação, para o atendimento aos novos condutores: “Essa é a empresa que vai fazer o monitoramento das nossas aulas. Nós também fechamos o comodato com ela sobre o simulador. Portanto, Canaã vai ter o simulador itinerante. A aula do aluno vai ser agendada e, quando fechar 40 alunos de Canaã, de todas as autoescolas, a gente vai entrar em contato com o simulador e ele vem para fazer esse atendimento aqui.”

Fagner Super, da Autoescola Canaã, falou sobre o processo de adequação à nova realidade: “Nós estamos nos adaptando da melhor maneira possível. Todas as autoescolas foram avisadas do novo procedimento e nós procuramos nos adequar o mais rápido possível para que não atrasasse os nossos processos. Esse é um sistema novo, um formato novo, mas como profissionais, estamos qualificados para fazer acontecer o que a lei nos diz. É uma novidade para o cidadão que quer tirar a CNH.”

Apesar da boa expectativa em termos de segurança e eficiência, o novo formato não vai sair tão barato. Segundo o Detran, o simulador vai custar R$ 400,00 a mais para o aluno. O Pará emite, em média, 5500 CNH’s todos os meses.







Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.