PRESO ACUSADO DE MORTE DE RAPAZ NA VILA PLANALTO

 Fonte: fanpage do 17°Pel
Fotos: fanpage do 17°Pel

 No dia 16/2/18, por volta das 14h30, dois elementos roubaram uma moto CB 300 no bairro Vale verde, em Canaã, e abandonaram uma moto FAN preta no local. Durante a fuga, na altura da vila Planalto, os meliantes tentaram roubar uma moto XRE, pertencente ao nacional Robson Roberto de Araújo que tentou fugir com o veículo e foi alvejado por três tiros pelos bandidos. A vítima acabou morrendo antes da chegada do socorro. Os vagabundos fugiram sem levar a moto do rapaz. Várias pessoas testemunharam o fato e foram de fundamental importância para a identificação dos criminosos.
 A POLÍCIA MILITAR por meio de várias fotos de criminosos de Parauapebas e região conseguiu identificar os dois acusados do crime ocorrido na Vila planalto. As testemunhas apontaram os elementos com convicção e sem haver nenhuma dúvida e, com base nisso, A POLÍCIA MILITAR tentou localizá-los em Parauapebas, local de onde seriam provenientes.


        MORTE DE UM DOS ACUSADOS

  No dia 17/2/18, dois elementos em uma moto Bros preta, efetuaram diversos assaltos em bairros de Parauapebas.  A guarnição da ROCAM se deparou com os bandidos que empreenderam fuga e abandonaram a moto usada nos roubos e tentaram fugir pelos telhados das residências. Um elemento foi preso e o outro morreu após intensa troca de tiros com os policiais da ROCAM às margens do rio Parauapebas. O elemento morto era um dos acusados da morte do trabalhador na Vila Planalto e foi identificado como Elismar Ribeiro. Em uma rede social o indivíduo gostava de “ostentar” o número 157, alusão ao artigo do código penal relativo ao crime de roubo no qual se emprega grave ameaça ou violência. Esse não fará falta no seio da sociedade. O outro elemento que foi preso não havia participado da morte do rapaz.

          PRISÃO DO OUTRO ACUSADO. 


  Por volta das 16h40, do dia 23/2/18, um POLICIAL MILITAR de Canaã dos Carajás identificou o endereço do outro indivíduo em Parauapebas e pediu apoio dos militares de Parauapebas: SGT A. Silva e CB Batalha que conseguiram efetuar a prisão do elemento. Na residência do acusado foi encontrada uma grande quantidade de entorpecentes e uma balança de precisão para a pesagem das drogas.  As testemunhas novamente reconheceram o indivíduo como um dos autores da morte do rapaz na vila planalto. O delegado da POLÍCIA CIVIL irá fazer os procedimentos legais para remeter à justiça e esperamos que esse elemento fique um bom tempo longe do convívio social. Nós da POLÍCIA MILITAR gostaríamos de agradecer a todos os que colaboraram para a elucidação deste crime e posterior prisão deste elemento.  Segundo a policia "apesar de todas as críticas não podemos cruzar os braços e deixar que o caos se instale, somos a última barreira que o impede. Que o bandido que morreu possa servir pelo menos alguma vez nesse mundo, como comida de vermes".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.